domingo, 15 de janeiro de 2017

REBELIÃO TERMINA COM MORTOS, FERIDOS E CLIMA DE ALERTA

O Presídio de Alcaçuz viveu mais uma grande rebelião no Brasil. Nas semanas anteriores acompanhamos relatos na imprensa de chacinas nas cadeias do Norte do Brasil e, o que parecia distante, chegou ao RN com força total. Todos acompanharam durante a noite deste sábado para domingo os diversos sites de notícias, TV e rádios noticiando a carnificina dentro do maior Presídio do RN.
Daqui a pouco, às 18 horas, o Governo do Estado deverá informar oficialmente os números finais das ações desumanas realizadas e deveremos conhecer o número oficial de mortos que, segundo informações oficiais passam de 30 e pelos boatos ultrapassa 50. Muitos foram decapitados e esquartejados numa cena de terror que durou 14 horas. O ITEP contratou um caminhão frigorífico que pode armazenar mais de 50 corpos.
Na manhã de hoje foram confirmados 18 feridos graves e, apesar da polícia ter tomado o domínio e dado fim ao motim, o clima de alerta fica dentro e fora do presídio, uma vez que as facções poderão agir e causar ainda mais terror. O Brasil vive o caos na segurança pública e suas Leis ainda contribuem para que não tenhamos esperanças, pelo menos a médio prazo, de que possa melhorar.

Atualização: A Tribuna do Norte confirmou que é 27 o número de mortos na rebelião. Informação confirmada pela Sesed.