segunda-feira, 5 de setembro de 2016

CAMPANHA 2016 ESTÁ, DEFINITIVAMENTE, NAS RUAS

O final de semana foi decisivo para que a campanha 2016 chegasse com força total às ruas. Apesar dos trabalhos corpo a corpo, visitas às casas e comunidades, faltava as aberturas dos comitês e cada grupo colocar na rua aquilo que tem e tentar a conquista daqueles que ainda continuam indecisos, além de mostrar forças suficientes para conquistar os que estão em outros grupos. Após as festas realizadas o que se vê é a eleição na boca das pessoas, nas ruas, nas esquinas, em todo lugar.

DE OLHO NOS TRÊS GRUPOS
A abertura se deu na sexta com a passeata de Liegy, que foi acompanhada de carreata, como os demais. Ainda sem o mesmo público das últimas eleições, os bacurais não deixaram de demonstrar toda a empolgação que possuem. Bandeiras, galhos de árvores e a animação peculiar mostraram a força do principal grupo de oposição da cidade. Porém, ficou bem claro que será necessário um trabalho grande para manter a posição e buscar realmente a vitória.
No sábado os candidatos João de Deus e Serrinha chegaram nos braços do eleitores ao palanque armado na avenida Francisco Cabral. A prometida "onda vermelha" preencheu a parte da avenida destinada ao evento e mostrou que, apesar das dificuldades que o grupo vem apresentando com o desgaste do longo período à frente do poder municipal, ainda mantém um grande número de admiradores e está forte na corrida para se manter na prefeitura.
Fechando a movimentação, o fenômeno do "SIM" conseguiu levar à rua uma multidão que, para alguns, superou a do sábado e para outros ficou um pouco abaixo, mas, de modo geral pode se afirmar que foi equivalente. Para alguns observadores que falaram ao nosso blog, o novo grupo passa a oferecer, nesse momento, uma forte ameaça aos demais.

O QUE ESPERAR?
Apesar da primeira impressão sempre ser interessante para questão de análise e poder fazer com que algumas pessoas tomem decisões, ou mude-as, esse período de menos de trinta dias que nos separa das eleições promete ser muito intenso e a cada novo acontecimento teremos grandes repercussões. Observando-se as primeiras ações ver-se um crescimento muito acelerado do grupo SIM e uma consequente queda nos demais, sendo o grupo liderado por Liegy aquele que demonstrou a necessidade de uma reação mais imediata, no entanto, não há nada definido e é importante observar que houveram pessoas que compareceram a todos os eventos e que grande parte da população ficou em suas casas aguardando o desenrolar dos fatos. A corrida pelo voto está a todo vapor e a campanha está totalmente aberta.