domingo, 3 de julho de 2016

PARABÉNS "NEGÃO" PELOS 96 ANOS DE VIDA

Não uso esta página para questões pessoais, porém, quero pedir permissão aos nossos leitores para, neste dia 03 de julho parabenizar o homem da minha vida. Sim, o homem da minha vida com muito orgulho. O meu maior exemplo. O cara que me ensinou o que é ter um pai. Que me ensinou a amar e ser o o homem que sou.
Meus parabéns hoje é para você meu PAI Joaquim Ermino. Que Jesus te conceda a benção da saúde e me permita ser para você um pouco do que representas para mim em minha vida. Eu até iria mais longe e diria, na vida que você me deu. São 96 anos de superação e vitórias. Você é um exemplo de homem!
Abaixo um pouco da história desse meu herói para você leitor que desejar conhecer um pouco mais:

Era 3 de julho de 1920... Lá no pé do Pico do Cabugi, nascia um menino. Filho de Tereza e Ermino, a ele deram o nome Joaquim. Cresceu comendo "sodoro" e armando "mondé". Quando criança andava léguas com sua mãe vendendo "aguidá" de barro.
Joaquim cresceu, aos 22 anos se casou. Não sem antes ter ido pros "bales" nos "pé" das serras. Ter se escondido nos lajeiros de pedra, ter dançado muito forró.
Com Vanosca, seu primeiro amor, Joaquim se casou e teve oito filhos. Durante quase quarenta anos ele viajou pelo mundo em busca de condições para criar os oito "minino". Viajou pro agreste, ainda morou em "Parazin". Nessas viagens loucas, em cima de pau de arara foi bater no Ceará, mas, foi na Telha onde ele foi parar.
Um dia o casamento acabou, e como era cabra macho, muitos "namorico" Joaquim arranjou. Durante oito anos ele conta que muito "bodou". Mas, em 1986, ao ver pela primeira vez, a Dona Ninha, Joaquim se apaixonou. "Foi a mulé da minha vida", ele assim já me falou.
Ninha tinha três filhos, um menino e e duas meninas. E aquele menino a Joaquim, desde o primeiro dia, amou. Mais do que um pai e filho, o relacionamento se transformou. Foi um encontro de almas que o bom Deus ocasionou. Joaquim já contou que lembra que em sol escaldante trabalhando e aquele menino nos seus pés andando, muitas mandou ir na sombra se resguardar, mas, o cabra teimoso, ao seu lado preferia ficar.
Por muitas dificuldades, mais uma vez ele passou. Mas, junto com essa família, sua vida se transformou. Juntos comeram 'fome", sofreram e muitas barreiras tiveram que ultrapassar, mas, o que se percebia era que muito amor havia naquele lar.
Depois que os meninos cresceram e a vida começou mudar, já com 90 anos, Joaquim não pode mais trabalhar. Passou a ficar mais tempo com Ninha que vivia para dele cuidar. Um dia desses me confidenciou, que em suas conversas na madrugada ela havia lhe falado, que tinha medo de ir antes dele pois achava que ficaria sozinho, suas filhas tinham maridos e seu filho vivia muito ocupado.
Mas, o destino é traiçoeiro. No dia 09 de agosto do ano 2013, a sua "muié" levou. Joaquim perdeu a saúde, mas, o pior foi perder seu grande amor. Pouco tempo depois ele teve um AVC e na cama teve que ficar. Foi aí que Jesus mostrou de toda essa história o resultado, quem ficou pra cuidar de Joaquim, foi aquele que quando mais precisou por ele foi cuidado.
Nesse 3 de julho de 2016, a história da vida de Joaquim chega a "96 primavera" e ele não tem saúde, não consegue andar, nem se virar na cama, mas, lúcido, sabe que de lá não deve mais sair, e, mesmo assim, ainda conta suas histórias e ri.
Eu hoje, sento ao seu lado e faço questão de dizer que o amo e que ele é o meu Negão. Ver aquele "véi macho" nessa situação, muitas vezes dói no coração. Mas, como repito todos os dias, hoje venho aqui contar sua história e dizer: "Pai, quando eu mais precisei foi você que cuidou de mim. Hoje e, enquanto Deus quiser, eu cuidarei de você. Você é um dos motivos de levantar cada dia, meu exemplo de coragem, de amor... Exemplo do homem que me ensinou a ser com seu jeito de ser."
Hoje meus parabéns é pra você Negão. Parabéns por ensinar que ações falam muito mais que palavras, que amor quanto mais se dar mais se tem, que perdoar é a melhor maneira de superar, que na hora que dá mais vontade de gritar é a hora de se calar, que são nas coisas simples da vida que estão as maiores belezas, que devemos amar o que temos muito mais que o que desejamos ter... PAI EU TE AMO!