quarta-feira, 16 de março de 2016

GREVE NACIONAL DA EDUCAÇÃO CHEGA AO SEGUNDO DIA

Parte dos professores da rede pública paralisaram as atividades em ao menos 12 estados brasileiros nesta terça-feira (15). O protesto foi convocado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação (CNTE). A paralisação deve durar três dias (15, 16 e 17 de março).

O movimento é pelo cumprimento da lei do piso salarial, contra a terceirização e entrega das escolas a Organização Sociais (OS), parcelamento de salários e contra a militarização e reorganização das escolas.
Em São Pedro os funcionários das escolas municipais e da Escola Estadual paralisaram as atividades e a principal reivindicação na rede municipal é o cumprimento da hora-atividade, além da pauta já exposta. Nesta quarta-feira, às 08 da manhã, o Sinte reunirá os professores para deliberar sobre o andamento da situação.
A nível estadual as aulas deverão voltar à normalidade nesta sexta-feira, uma vez que o Governador Robinson Faria realizou o pagamento da diferença do Piso Salarial de janeiro, parte do acordo que se concluirá com o pagamento do referente a fevereiro na folha de março.