sexta-feira, 4 de março de 2016

PARÓQUIA DE SÃO PEDRO: EX-ARTICULADOR DESABAFA EM REDE SOCIAL

O ex-articulador da Paróquia de São Pedro Apóstolo e, agora, ex-articulador do X Zonal, Paulo Salviano fez um desabafo forte em sua rede social. Com o título "Essa é minha Paróquia?", ele desabafou contra o que deixou a entender que seja uma perseguição do Pároco à sua pessoa e sua família.
Apulo afirma que após deixar a articulação local, por ter pedido esclarecimentos, e assumido a coordenação do Zonal, teria sido substituído por solicitação do Pe. José Manuel. Não sabemos exatamente quem está com a razão, ou até mesmo, se há razão para tal situação, no entanto é desanimador que na casa onde deveria existir maior tolerância e perdão, estejamos vivendo essa situação constrangedora.
Em seu perfil no facebook Paulo tem recebido a solidariedade de várias pessoas que frequentavam a Igreja e que também estão se afastando. O blog está aberto às explicações de todos, inclusive do padre citado na nossa postagem. Confira abaixo a íntegra do desabafo de Paulo Salviano:
“ESSA É A MINHA PARÓQUIA”?
É essa a pergunta que me faço. Durante certo tempo fomos o casal articulador da paróquia de São Pedro Apóstolo, criada no ano de 2014 em São Pedro-RN. Durante este tempo contribuímos com o que estava ao nosso alcance para o crescimento pastoral da comunidade. Acho que o trabalho foi bem sucedido, a ponto de sermos convidados para coordenar outros grupos dentro da nossa Igreja.
Após a saída da articulação por opção nossa, iniciou-se um período de críticas e reações controversas no sentido de atingir a nós o casal até mesmo em momentos inadequados e em certas ocasiões, lamentavelmente atitudes partindo daqueles que deveriam dar exemplo de acolhimento. Aí eu me perguntava será que pedir transparência causou toda essa euforia? Quero dizer que somos membros das pastorais, colaboradores e dizimistas da nossa paróquia e é nosso dever participar ativamente das ações paroquiais. Vale salientar que em nenhum momento ficamos sem exercer o serviço pastoral, claro que desta vez na pastoral da música a qual pertencemos, porém nunca deixamos de cumprir com o nosso dever quando fomos solicitados. Em dezembro de 20015, fui convidado pelo padre da cidade de São Tomé, até então coordenador do X zonal na época, pedindo para que eu fosse o novo articulador do zonal período 2016-2017. Durante a Assembleia Arquidiocesana de Pastoral que aconteceu nos dias 16,17 e 18 de fevereiro em Natal o padre da cidade de serra caiada foi escolhido para coordenar o X zonal, e eu para ser o articulador. Logo a confirmação, imaginava-se, que a minha paróquia de São Pedro Apóstolo divulgasse nas missas sobre minha nova função para o conhecimento das pastorais e movimentos, mas o que se viu, ou a única coisa que foi dita pela administração paroquial foi que o Pároco da paróquia de São Paulo do Potengi tinha me levado para o zonal. Tudo bem iniciei os trabalhos na nova função, colocando uma postagem no blog atualidadesp para o conhecimento das pessoas da minha cidade, me apresentei aos articuladores paroquiais do zonal através do grupo watsap que já existia, criei uma página no Facebook do X zonal para informações e acontecimentos do zonal e vicariato sul, o qual o zonal pertence. Quando pensei que estava no caminho certo, recebi uma ligação do coordenador do X zonal, me dizendo que o pároco da minha paroquia de São Pedro tinha o procurado para uma conversa sobre a articulação do zonal. Logo após esse diálogo, o coordenador do zonal achou melhor e por questão de prudência pedir a minha pessoa Paulo Salviano para deixar a articulação do zonal, e que o novo articulador seria uma pessoa da cidade de serra caiada que assumiria a articulação. Decisão essa acatada por mim e com muito respeito ao coordenador do X zonal, que imediatamente me pediu desculpas e que breve conversaríamos pessoalmente no momento oportuno. Pois bem, com esse tipo de atitude, a partir de agora e por questão também de prudência, eu Paulo Salviano e minha esposa Elione Marta, infelizmente informamos para o conhecimento da comunidade católica de São Pedro, das pastorais e movimentos existentes em nossa paróquia, que de agora a diante, fica inviável da nossa parte, praticar qualquer tipo de serviço, doação ou colaboração com a Paróquia de São Pedro Apóstolo minha paróquia, enquanto estiver à frente a atual administração paroquial. Agradeço ao Padre de São Tomé (Ney Lopes) pelo convite feito a mim ainda o ano passado para tal função, Jamais deixaremos de ser cristão católico, pois como nos disse Dom Jaime Vieira Rocha: “Nenhum Papa é maior que a Igreja, nenhum bispo é maior que uma arquidiocese, e nenhum pároco é maior que uma paróquia”. Finalizo essas palavras com anseio de que em um período breve retornaremos a atuar em nossa paróquia como antes, que Deus nos der sabedoria e nos fortaleça na fé. Obrigado.