quinta-feira, 21 de maio de 2015

EXPLORAÇÃO E ABUSO: O PERIGO ESTÁ EM TODA PARTE

Em tempos que se discute a exploração e o abuso sexual de crianças e adolescentes, uma notícia choca e chama a atenção de todos para o perigo que está em toda parte. O futebol, talvez uma das maiores máfias existentes na humanidade, planta sonhos, mas pode ser armadilha para que verdadeiros monstros acabem abusando de jovens que sonham com o estrelato. Confira a íntegra da reportagem do Escrete de Ouro que narra a história de dois falsos treinadores que violentaram mais de 50 garotos.
DUPLA DE TREINADORES SÃO PRESOS ACUSADOS DE ESTUPRAREM MAIS DE 50 ADOLESCENTES
A entrada de grandes craques para o futebol muitas vezes começam na escolinha, onde professores ensinam os primeiros passos para depois indicá-los para peneiras em clubes profissionais. Um caso em Cuiabá, entretanto, manchou estes profissionais tão importantes para o esporte. Dois professores foram presos acusados de estuprarem mais de 50 adolescentes entre 12 e 17 anos.
Os suspeitos Júlio César Patini, de 52 anos e Gesiel Gomes, de 34 anos, tinham escolinhas de futebol na capital mato-grossense e promoviam churrascos, onde seduziam e abusavam sexualmente de seus alunos. Em troca, eles presenteavam os garotos com artigos esportivos e promessas de testes em clubes de São Paulo e Rio de Janeiro.
Segundo a Polícia Civil, cerca de 50 adolescentes foram abusados pela dupla, que agia sempre em sociedade. As primeiras denúncias surgiram ainda em 2013, quando a mãe de um garoto fez a denúncia. No total, dez denúncias diferentes foram feitas.
O delegado que investiga o caso confirmou que os dois suspeitos tinham planos de deixarem a capital mato-grossense, o que acelerou a ação policial. Eles ficarão em regime fechado por 30 dias.